Resenha:Livro O quarto de Despejo

05/05/2010

O diário Quarto de despejo de Carolina Maria de Jesus, no qual narra as experiências como mulher negra, pobre, catadora de lixo e moradora da favela do Canindé em São Paulo.

Apesar de seu pouco estudo, com escrita desordenada, com incorreções ortográficas, Carolina Maria de Jesus decidiu romper as barreiras do analfabetismo escrevendo o dia a dia de sua vida.  Era uma das poucas mulheres que sabia ler e escrever na favela, por isso muitas vezes era responsável pela discussão com outros moradores a respeito de noticias de jornal lida por ela, em especial sobre política.

Portanto, o diário de Carolina Maria de Jesus informa sobre o posicionamento da própria autora frente aos conflitos sociais diários. Apesar de ser subjugada pela sua condição de moradora da favela, por ser mãe solteira de três filhos e pelo pouco tempo de estudo foi permitido ,seu diário é carregado de reflexões sobre a mulher,política e também sobre a vida daqueles que viviam uma situação parecida com a sua.

 

Fragmentado: Alem da resenha acima hoje na sala comeram os relatos dos diários.

Referências:

JESUS, Carolina  Maria de .Quarto de despejo:diária de uma favelada. 10 ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1983.213p.

About these ads
Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s